Guia Taubaté
QUATempo23º 13º
UV 6 - CPTEC-INPE

Você não possui o plugin (Flash) para visualizar este conteúdo.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Confira a entrevista da ginasta Lais Souza

A atleta esteve no SESC, onde promoveu uma clínica de ginástica para pessoas de todas as idades

por Guia Taubaté

Enviar para um amigo

Todos os campos são obrigatórios.
Confira a entrevista da ginasta Lais Souza Viver do esporte é um marco para a atleta (Foto: Guia Taubaté)
A Ginasta da Seleção Brasileira, Lais Souza, promoveu uma clínica de ginástica na tarde de domingo, 9 de janeiro, no SESC de Taubaté. Antes das atividades, a atleta concedeu, com exclusividade, uma entrevista ao Portal Guia Taubaté. Confira. Guia ? Você começou na Ginástica com quatro anos. O que o início precoce no esporte contribuir e o que a criança pode perder com isso? Lais ? Primeiro lugar, eu acho que perder nada. A Ginástica é um esporte muito completo para tudo, dede o equilíbrio, força, concentração e psicológico. Acho que é importante para decidir algum esporte que ela queira fazer mais tarde, a ginástica ela direciona para bastante coisa. Guia - Qual sua principal conquista no esporte? Lais ? Me manter até hoje é um marco. Acho que minha entrada na seleção também. São vários pontos, viver do esporte é importante, ainda mais na ginástica, que é diferente das outras áreas. Guia ? Como você encara o incentivo, ou a falta de incentivo no esporte? Lais ? No caso falta. Acho que melhorou bastante de um tempo pra cá, mas o que normalmente as pessoas e as empresas querem é resultado, a gente tem que correr atrás para começar a aparecer. A gente está tentando fazer o máximo para chegar nas pessoas e pedir uma ajuda, para quem pode apoiar. Guia ? O que pode ser melhorado aqui no Brasil para que a Ginástica continue sendo um esporte forte ou até mais forte no país? Lais ? Muita coisa melhorou, a gente sair da seleção permanente em Curitiba foi uma melhora, cada uma foi para um clube e dá um espelho para as crianças que vão começar, já da uma ajuda e apareceu muita gente, o pessoal procura bastante, isso ajuda a crescer, vai ser um ?boom? que vai aparecer daqui uns dois ciclos talvez, no Rio de Janeiro vai estar bem diferente a ginástica do Brasil, vai estar legal. Guia ? Como você acham que as pessoas avaliam seu trabalho na ginástica? Lais ? A participação que as pessoas sabem que eu tive é pequena, o que as pessoas viram foi pouco, que foi Atenas e Pequim (Olimpíadas) e o Pan-Americano. O que chegam para falar para mim é sempre bom, que gostam do meu trabalho. Guia ? Quais são os planos para o futuro no esporte? Lais ? Por enquanto eu quero competir em Londres e tentar me manter até o Rio de Janeiro, vai depender muito da minha saúde mesmo e ir mantendo. Cada competição de 2011 é um conquista, e o treinamento até chegar o pré-olímpico. Guia ? A gente sabe que o esporte é um modificador de realidade. Como a ginástica atua neste contexto, já que é um esporte pouco popular? Lais - A Ginástica exige muito da gente, e de tudo do psicológico e da parte física, então tem que ter uma base para ir te levantando, não basta ter só vontade de treinar ou de se esforçar, que talvez não chegue, não é que não vai chegar, é complicado. É necessário que tenha alguém te apoiando; família, médico, fisioterapeuta, psicólogo, esta parte toda tem que ter, quando não tinha, me fez falta.

Comentários

O comentário não representa a opinião do Guia Taubaté e é de responsabilidade do autor da mensagem

Veja também


Você não possui o plugin (Flash) para visualizar este conteúdo.

tem gente

FALANDO


BEM da gente
Sou fã de carteirinha do pessoal do Guia Taubaté, além do website que reúne tudo que precisamos na cidade os outros serviços (web design, TV, publicidade online, etc) são simplesmente EXCELENTES! Atendimento? Maravilhoso, todos muito atenciosos, nunca tive problemas! Resultado: Não canso de indicar!
Stefanni Freitas Marketing da Construtora Ladeira Miranda