Guia Taubaté
SEGTempo32º 16º
UV 8 - CPTEC-INPE

Você não possui o plugin (Flash) para visualizar este conteúdo.

quinta-feira, 09 de fevereiro de 2012

Lei proíbe armas de brinquedo

Regulamentação quer combater o estímulo da violência que os brinquedos podem gerar

por Guia Taubaté

Enviar para um amigo

Todos os campos são obrigatórios.
Lei proíbe armas de brinquedo Brinquedos podem ser retirados das lojas em 60 dias (Foto: Guia Taubaté)
Uma lei, aprovada pelo legislativo, proíbe a comercialização de armas de brinquedo no comércio de Taubaté. Segundo os vereadores, a regulamentação, aprovada esta semana, quer combater o estímulo da violência que os brinquedos podem causar. Caso o prefeito Roberto Peixoto sancione a lei, o comércio tem 60 dias para retirar as armas das prateleiras. Os comerciantes, que não respeitarem as regras, poderão sofrer punições que variam de advertências por escrito, até a cassação do alvará de funcionamento. A justificativa dos vereadores para a criação da lei é o alto índice de assassinatos em Taubaté no ano de 2011, que chegou a 72 casos Neste ano já são seis mortos. A lei não agradou o gerente de uma loja de brinquedos no centro da cidade, José Elias. Ele defende que os produtos são licenciados pelo Inmetro e permitidos pelo Governo Federal e por isso não vai parar de vendes as armas, principalmente as de jato de água. ?O problema é com os produtos do Paraguai. Estes não têm regulamentação nenhuma?, protesta.

Comentários

O comentário não representa a opinião do Guia Taubaté e é de responsabilidade do autor da mensagem

Veja também