Aguarde, carregando...

Artigos de BLOG

PERDA AUDITIVA: as sequelas deixadas pelo Coronavírus

Em 12/11/2020 por JUMP Soluções em Saúde Ocupacional


As infecções virais com o comprometimento das vias aéreas superiores podem afetar a orelha média, causando a perda auditiva condutiva e gerando sintomas otológicos como otalgia, zumbido, hipoacusia e otorréia. A recuperação da audição após essas infecções pode ocorrer espontaneamente

Embora várias infecções virais possam levar à perda auditiva, ainda não é comprovado o efeito deletério da Covid-19 no sistema auditivo. Entretanto, estudos relatam o surgimento da perda auditiva ou a piora da audição após a contaminação pelo vírus. O zumbido e a vertigem também são sintomas frequentemente relatados. Um Estudo demonstrou que, em pessoas assintomáticas, a piora do limiar auditivo é menor que quando comparado com pessoas cujos sintomas da Covid-19 foram evidentes, inferindo os efeitos deletérios no sistema auditivo

Algumas infecções virais podem danificar diretamente as estruturas da orelha interna, outras podem induzir respostas inflamatórias que, então, causam esse dano e outros ainda podem aumentar a suscetibilidade a infecção bacteriana ou fúngica, levando à perda auditiva. Normalmente, a perda auditiva induzida por vírus é sensórioneural, embora perdas auditivas condutivas e mistas possam ser vistas após infecção por certos vírus.

Nos pacientes que contraem o coronavírus, a surdez pode ser causada por um mecanismo semelhante ao que gera a perda de olfato e paladar, que é o resultado da ação do vírus no sistema nervoso central e nos nervos periféricos.

Outro estudo realizado por pesquisadores do Reino Unido com mais de 120 pacientes infectados pelo novo coronavírus, que se trataram em um hospital ligado à Universidade de Manchester, aponta que 15% das pessoas tiveram sequelas semelhantes, como perda de audição e zumbidos durante o período de incubação e até mesmo após o fim do tratamento.

Com esta descoberta, a recomendação dos especialistas é que os médicos procurem entender imediatamente se o paciente com sintomas da Covid-19 percebeu alguma estranheza na audição, para que o diagnóstico e o tratamento sejam feitos o quanto antes.

Como a Covid-19 é uma doença descoberta muito recentemente, a comunidade científica ainda está conhecendo o comportamento do vírus, o que torna as informações ainda limitadas, sendo um desafio na clínica para todas as áreas da saúde.

O Coronavírus é um grande grupo de vírus conhecido por ser responsável pelo amplo espectro de doenças em várias espécies. Eles causam múltiplas doenças respiratórias, como resfriado comum, pneumonia, bronquite, síndrome respiratória aguda e grave. 

Os principais sintomas relatados do covid-19 são: febre, tosse seca, dor de garganta, cefaleia, mialgia, artralgia, produção de escarro, diarreia, dispneia e fadiga. Alguns sintomas otorrinolaringológicos também são encontrados como: faringodinia ou dor na laringe, congestão nasal, rinorreia conhecido também como corrimento nasal, anosmia ou alteração olfatória e ageusia ou alteração no paladar 

Dessa forma a avaliação e o acompanhamento audiológico se faz necessário e de suma importância.

Caso apresente os sintomas citados nesta matéria, procure um médico e caso sendo necessário ele o encaminhará para os cuidados de um fonoaudiólogo.

 

FONTE:

https://www.selecoes.com.br/coronavirus/covid-19-pode-causar-perda-auditiva-subita-indica-estudo/

https://catracalivre.com.br/saude-bem-estar/homem-tem-perda-auditiva-repentina-causada-pela-covid-19/


Comentários