GUIA DE EMPRESAS
Busque aqui: (produtos, serviços, etc)

Retrospectiva: Vôlei Taubaté conquista 2 títulos e alcança final inédita


Time chega ao objetivo de disputar o título da Superliga, mas para no hegemônico Sada Cruzeiro-MG; na atual temporada, sofre após a lesão de Lucarelli

Retrospectiva: Vôlei Taubaté conquista 2 títulos e alcança final inédita Cruzeiro, de William (à esq.), e Taubaté, de Rapha (à dir.) decidiram o título da Superliga 2016/2017 (Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)
Publicado em 26/12/2017 18h00
por Mário Pereira

O Vôlei Taubaté atingiu status de uma das principais equipes do voleibol brasileiro nas últimas temporadas. Isso não foi diferente em 2017, ano que o time conquistou, em duas temporadas distintas – no vôlei a temporada começa no meio de um ano – dois títulos e um vice-campeonato inédito da Superliga.

Final inédita na temporada 2016/2017

Ainda na temporada 2016/2017, o time comandado por Cézar Douglas, e com atletas como Wallace, Lucarelli, Éder e Lucas Lóh, iniciou o ano com vitória sobre Castro-PR. No fim de janeiro, o primeiro título. Comandados pelo capitão e levantador Rapha, os taubateanos enfrentaram o Sesi-SP na decisão da Copa do Brasil. Campeão em 2015, o time do interior queria o bi e para isso precisaria passar pelo time que contava com Serginho, Murilo e companhia. Em duelo realizado em Campinas, vitória do Taubaté e mais um título confirmado.

Na Superliga 2016/2017, o time fez uma boa campanha na primeira fase. Faltava passar da semifinal, fase na qual a equipe do Vale do Paraíba foi eliminada nas últimas três temporadas. Pela frente, mais uma vez, o Sesi-SP. O confronto melhor de cinco partidas foi marcado por confusão logo no primeiro encontro entre as equipes. Na oportunidade, em Taubaté, o ponteiro Lucarelli teria sofrido uma ofensa racial por parte do levantador Rafael Martins, do Sesi-SP. O jogador da equipe paulistana negou e afirmou ter chamado o colega de profissão de “palhaço”. Com a bola em jogo, os taubateanos espantaram a sina de eliminações e colocaram o time pela primeira vez em uma decisão de Superliga. O problema é que na grande final o adversário acabou sendo o temido Sada Cruzeiro-MG, que buscava o pentacampeonato da competição. No ginásio do Mineirinho, em partida única, prevaleceu a supremacia mineira e, por 3 sets a 1, os cruzeirenses comemoraram mais um troféu conquistado.

Mudança de técnico e chegada de “gringos”      
Em coletiva de fechamento da temporada, o supervisor técnico do Taubaté, Ricardo Navajas confirmou a mudança do comando técnico. Saiu Cézar Douglas, comandante nas últimas quatro temporadas, e chegou Daniel Castellani, argentino que estava há anos em clubes da Europa. Do time, saíram estrelas como Éder e Lucas Lóh, e chegaram atletas das seleções Brasileira, Argentina e Sérvia. Foram eles o líbero Thales Hoss, o central Solé (argentino) e o ponteiro Marco Ivovic (sérvio). Campeões e ídolos, como Lucarelli, Wallace e Rapha foram mantidos no projeto taubateano.

Palmeiras Taubaté?
No mesmo dia da coletiva de encerramento da temporada, Ricardo Navajas comentou o surgimento do Corinthians/Guarulhos e, ao ser questionado de uma possível parceria com o Palmeiras, rival do Timão, não hesitou. “Seria muito legal [a parceria]. Inclusive, Taubaté é um reduto palmeirense. Seria muito interessante para Taubaté ter uma parceria com o Palmeiras. Essa possibilidade já foi pensada, isso está sendo encaminhado para que a gente entre em contato e façamos uma reunião”, afirmou na oportunidade. Porém, com o início da nova temporada, a possibilidade não se confirmou. A única mudança foi no naming rights (nome da equipe), com a parceria firmada com a EMS, empresa do ramo farmacêutico.

continue depois da publicidade Publicidade

Tetracampeão Paulista       
Para a temporada 2017/2018, o Vôlei Taubaté sabia que mais da metade do time só se apresentaria depois de compromissos com as seleções em competições como Liga Mundial, Sul-Americano e Copa América. Para isso, o técnico Daniel Castellani teve que contar com contratações “tapa buraco” no início do Campeonato Paulista. O time, comandado em quadra pelo experiente Dante – que voltava ao time após passagem vitoriosa na temporada 2014/2015 – mostrou que sentia falta das “estrelas” e acabou a primeira fase do Campeonato Paulista somente na 4ª colocação. Neste mesmo período os atletas “de seleção” se apresentaram e prontamente foram para quadra, ajudando o Taubaté a se classificar para a quarta decisão de Campeonato Paulista consecutiva. O adversário era o estreante Corinthians/Guarulhos, que vinha surpreendendo no estadual. Porém, prevaleceu a experiência do time taubateano, que venceu os dois jogos (em Taubaté e em Guarulhos) e faturou o tetra do Paulista.

Superliga 2017/2018
Antes do primeiro jogo na Superliga 2017/2018, o Taubaté, campeão da Copa do Brasil na última temporada, mediu forças com o Sada Cruzeiro-MG, campeão da Superliga 2016/2017, na final da Supercopa de Vôlei, realizada em Fortaleza, no Ceará. Os mineiros novamente foram superiores e, com uma vitória por 3 sets a 1, conquistaram o título.

Na estreia da Superliga, o Taubaté, que vinha de duas decisões em menos de uma semana, sucumbiu para o estreante Sesc-RJ. Apesar do início ruim, o time de Daniel Castellani melhorou e venceu partidas importantes, contra Sesi-SP e o próprio Cruzeiro-MG. Em ascensão, a equipe do interior paulista acabou perdendo Lucarelli, lesionado em duelo contra Campinas. O jogador só deve retornar na fase final da competição. Sem o ponteiro da Seleção Brasileira, os taubateanos perderam para Campinas e Sesc-RJ. Este último voltou a ganhar do Taubaté no último dia 21, partida derradeira das equipes em 2017, e que terminou com diversas polêmicas envolvendo a arbitragem.

Projeção para 2018  
Com 25 pontos e na 4ª colocação, o Vôlei Taubaté deve fazer um segundo turno recuperação para melhorar a posição na tabela final da primeira fase da Superliga. Sem Lucarelli, o time confia no poder de decisão de atletas como Wallace, Rapha e Ivovic para seguir entre os melhores da competição. A expectativa é de que o time avance, pelo menos, para a semifinal desta atual edição.

espaço publicitário do Guia de Empresas
Loja do Controle Remoto
Venda de Aparelhos e Acessórios

Loja do Controle Remoto

Consertos e vendas de controle remoto. Todas as marcas.

(12) 3424-3...

Comentários

Utilize o Facebook para comentar a notícia

Ver todas as noticias