ESPECIAL CORONA VÍRUS

Acesse
GUIA DE EMPRESAS
Busque aqui: (produtos, serviços, etc)
Publicidade

Aumento da cesta básica na RMVale em 2019 supera inflação nacional


Valor médio dos últimos 12 meses dobra em relação a 2018; feijão, alho e carnes puxam lista dos produtos que sofreram maior variação

Aumento da cesta básica na RMVale em 2019 supera inflação nacional Preço médio subiu mais que o dobro em relação ao último ano (Foto: Agência Brasil)
Publicado em 12/01/2020 12h12
por Mário Pereira

O Nupes (Núcleo de Pesquisas Econômico-Sociais) da Unitau (Universidade de Taubaté) divulgou o custo da cesta básica familiar de quatro cidades que recebem a pesquisa ao longo do ano. O valor médio dos últimos 12 meses foi de R$ 1.707,96, o que é 8,57% ou R$ 134,79 mais alto do que o custo de 2018, de R$ 1.573,17.

Segundo a pesquisa, a variação dos preços apontada pela pesquisa indica para o Vale do Paraíba um resultado muito superior à realidade nacional em que a inflação oficinal nacional medida pelo IPCA/IBGE foi de 4,31%.

A pesquisa feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) apontou aumento no preço da cesta básica nas 18 capitais onde a instituição faz a pesquisa, com destaque para o aumento de 7,44% em São Paulo.

Entre as cidades que recebem a pesquisa, Caçapava terminou 2019 com a cesta mais cara, no valor de R$ 1.722,67, seguida por Taubaté (R$ 1.710,83), São José dos Campos (R$ 1.704,64) e Campos do Jordão (R$ 1.693,70) – a mais barata.

Desde 1996, quando foi feita a primeira pesquisa, apenas nos anos de 2005 e 2017 a cesta apresentou variação negativa de preços. Levando em conta a variação de 2018, de 3,66%, o valor de 2019 representou um aumento maior que o dobro, fato que não acontecia desde os anos de 2011 e 2012.

Os produtos que apresentaram os maiores aumentos de preço em 2019 foram o feijão carioquinha (58,49%) e o alho (45,70%). As carnes, que sofreram alta considerável após aumento das exportações para a Ásia no fim do ano, aparecem na sequência das variações positivas: contrafilé (38,87%), acém (35,55%), alcatre (32,44%), patinho (29,42%), bisteca de porco (29,31%) e frango (21,54%).

Por outro lado, as reduções mais expressivas no último ano foram registradas pelo tomate (- 36,56%), a cenoura (- 21,19%) e a cebola (- 13,75%). Vilão em 2018, o tomate teve os preços realinhados no último ano, o que contribuiu para o recuo dos preços.

espaço publicitário do Guia de Empresas
Nico Tuan Materiais para Construção em geral
Materiais de Construção

Nico Tuan Materiais para Construção em geral

Nico Tuan materiais para construção em geral. Do básico até o acabamento.

(12) 3632-8...

Comentários

Utilize o Facebook para comentar a notícia

Ver todas as noticias