GUIA DE EMPRESAS
Busque aqui: (produtos, serviços, etc)

Conselho Municipal do Idoso é debatido na Câmara de Taubaté


Questões relacionadas ao bem-estar das pessoas idosas foi discutida na audiência pública

Conselho Municipal do Idoso é debatido na Câmara de Taubaté Audiência foi presidida pela vereadora Vivi da Rádio (terceira da dir. para esq.) (Foto: Divulgação/CMT)
Publicado em 23/11/2017 19h11
por redação/Guia Taubaté

A Câmara de Taubaté realizou na última quarta-feira, dia 22, uma audiência pública para debater o estatuto do Conselho Municipal do Idoso. Presidido por Vivi da Rádio (PSC), o debate levou à população questões pertinentes quanto ao bem-estar das pessoas idosas, uma vez que a cidade não tem este Conselho regulamentado.

O vereador Dentinho (PV) pediu mais participação da sociedade e do poder público no apoio ao Conselho, sugerindo que empresas empreguem mais pessoas com 60 anos ou mais. Disse a região precisa de asilos de dependência grau três, que atendem idosos acamados. Lembrou que muitos motoristas do transporte complementar não param para idosos, mesmo tendo assentos vagos.

O presidente da Casa São Francisco, Haroldo Ribeiro de Souza, disse que a entidade tem pacientes que demandam cuidados que chegam a R$ 2 mil e que o município deixou de receber verba da Ecovias pelo fato de o Conselho Municipal do Idoso não ter CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica).

Lilian Oliveira Zancan, coordenadora da Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social, apresentou dados da atuação no município, dando como exemplo o Centro de Convivência do Idoso, na Vila Marli, que tem mais de 700 pessoas cadastradas, com mais de 1.400 atendimentos por semana.

Representando a Sociedade São Vicente de Paulo, Cíntia Antunes disse que a terceira idade é vista pela sociedade como um peso ou um problema. Ela lembrou que o idoso tem opinião própria, é eleitor, consumidor e cidadão.

O assessor de gabinete Itamar de Jesus explicou que é preciso discutir a criação de um fundo municipal para o Conselho do Idoso e sugeriu que empresas possam repassar percentual de verba para esse fundo.

Representando o Sindnapi (Sindicato Nacional dos Aposentados), Geraldo Magalhães Ribeiro disse que 13% da população taubateana são idosos e que espera que o Conselho seja criado ainda esse ano.

O assessor de gabinete Jair Gomes disse que chama a atenção o fato de o Conselho Municipal do Idoso estar inoperante, pois muitas pessoas acreditam que os Conselhos são constituídos somente para cumprir a lei, sem ter condições para atuação.

A vereadora Loreny (PPS) participou da audiência. As ponderações apresentadas serão encaminhadas ao Poder Executivo.

espaço publicitário do Guia de Empresas
Materiais Elétricos Mendrot
Materiais Elétricos

Materiais Elétricos Mendrot

Lâmpadas, Elétrica, Hidráulica e Ferramentas.

(12) 3631-6...

Comentários

Utilize o Facebook para comentar a notícia

Ver todas as noticias