GUIA DE EMPRESAS
Busque aqui: (produtos, serviços, etc)

Solenidade na Câmara celebra o Dia da Consciência Negra


Mestre Dito e Maria Terezinha Cirilo dos Santos foram homenageados durante a comemoração

Solenidade na Câmara celebra o Dia da Consciência Negra Vereadora Loreny (à dir.) com os homenageados Mestre Dito e Maria Terezinha (Foto: Divulgação/CMT)
Publicado em 22/11/2017 18h22
por redação/Guia Taubaté

Na última terça-feira, 21 de novembro, a Câmara de Taubaté realizou solenidade comemorativa ao dia nacional da consciência negra. Foram homenageados Benedicto dos Santos “Mestre Dito” e Maria Terezinha Cirilo dos Santos. O vereador Jessé Silva (SD) conduziu os trabalhos.

Oradora em nome da Câmara, a vereadora Loreny (PPS) defendeu a urgência na discussão sobre o papel do negro na sociedade, racismo e genocídio dos jovens negros nas periferias do país.

Uma das mais respeitadas autoridades da cultura afro-brasileira em Taubaté, Mestre Dito Trabalhou com várias famílias italianas no bairro da Independência. É um exímio pedreiro, que atuou na Companhia Taubaté Industrial e na Ford e, mesmo tendo se aposentado, continua trabalhando por saúde e com plena vitalidade. Foi condecorado com o título de rei do congo e da congada do Alto do Cristo.

“Em nome da raça negra e da nossa cultura, venho lutando para nossa tradição não se acabar. Venho carregando essa tradição e dando apoio a todos os meus amigos e às crianças unidas, seja na capoeira, no jongo, em todas as partes,” agradeceu Dito.

Maria Terezinha foi retirada da família aos três anos por ser a única menina entre irmãos meninos. Independente, sempre buscou aquilo que julgava necessário para sua sobrevivência, postura que conserva até hoje, com atividades políticas e sociais e militância em movimentos negros. Tem a convicção de que transmitiu aos seis filhos princípios e valores necessários para a formação de bons cidadãos.

“Consciência é algo que a gente tem que observar a cada momento, a cada dia da nossa vida. Ser negro, estar negro ou apenas negro não é só uma questão de pele, é uma questão de respeito e independente de posição social, de moradia, de roupa e, principalmente, de religião,” refletiu Terezinha.

Presidente do Ceccab (Centro de Estudos Comunitário-Cultural Afro-Brasileiro), Zenaide Brito disse que a data deveria ser dedicada à reflexão sobre a vida e luta do povo negro. “Na realidade, não temos o que comemorar. É preciso refletir sobre resistir ao racismo, ao extermínio, agir contra o feminicídio, a violência obstétrica, o racismo institucional, lutar pelos direitos humanos, pelo fim do genocídio do povo negro.”

Moção
O vereador Dentinho (PV) entregou moção de aplauso para Solange Cristina Virgínio Barbosa, coordenadora de atividades culturais do Ceccab e Biblioteca Zumbi dos Palmares, por se destacar na preservação e difusão da cultura afro-brasileira.

“Somos a face e construímos este país. Desejamos e lutamos por respeito, dignidade, reconhecimento. Cada vez que tentam negar o que a gente é enquanto construtor dessa nação, a gente dá a volta. É o nosso legado, é a nossa africanidade, é o povo africano que vive em nós em cada momento,” disse Solange.

A vereadora Loreny (PPS) entregou moção de aplauso à Fundação da Companhia do Parque Bandeirante, pela comemoração da 70ª Festa de Valorização da Cultura Afro-Brasileira.

“Agradeço esse reconhecimento. A cultura não é feita só pelo mestre ou só por uma pessoa, são milhares, e todos unidos podem fazer uma grande diferença. A cultura é a história e identidade de um povo, a educação é o conhecimento e valorização dessa história, e a arte enriquece a alma,” disse Mestre Paizinho, representando a Fundação.

espaço publicitário do Guia de Empresas
Poste Padrão
Materiais de Construção

Poste Padrão

Um novo conceito em padrão de entrada de energia elétrica, residencial e comercial.

(12) 3622-4...

Comentários

Utilize o Facebook para comentar a notícia

Ver todas as noticias