GUIA DE EMPRESAS
Busque aqui: (produtos, serviços, etc)

Audiência na Câmara reúne favoráveis e contrários a volta dos rodeios


Projeto de lei foi apresentado em 2017 pelo suplente de vereador Fião Madrid

Audiência na Câmara reúne favoráveis e contrários a volta dos rodeios Vereador Douglas Carbonne (ao centro) preside audiência no plenário Jaurés Guisard (Foto: Divulgação / CMT)
Publicado em 23/02/2018 11h24
por redação/Guia Taubaté

A Câmara de Taubaté ficou movimentada na última quinta-feira, 22 de fevereiro. Entre os trabalhos do dia, foi realizada uma audiência pública para debater o projeto de lei que libera a realização de rodeios no município.

O texto foi apresentado em novembro de 2017 pelo suplente de vereador Fião Madrid (PSDB) em conjunto com Bilili (PSDB), Gorete (DEM), Digão (PSDB), Boanerge (PTB) e Noilton Ramos (PPS). A propositura busca eliminar o artigo que proíbe a apresentação de animais das raças equina e bovina em festas de rodeio e similares.

Na tribuna, Fião Madrid defendeu o rodeio e usou como argumento a “geração de renda e a expressão de tradições e costumes locais”. Em contraponto, Douglas Carbonne (PCdoB) – que presidiu a audiência – afirmou que rodeio não é cultura nem esporte.

Entre os convidados que utilizaram o microfone aberto para defender o projeto, estava o presidente do Sindicato Rural de Taubaté, Ricardo de Araújo Barbosa. Ele disse que a não realização da Feicampo – feira agropecuária – em 2017, por conta da lei, resultou em prejuízos para o agronegócio local. “Gostaríamos que fosse modificada essa lei, em nome dos agronegócios. Estamos sem condições de realizar esta feira diante desta situação.”

continue depois da publicidade Publicidade

Presente na audiência, o veterinário Cristiano Fredini explicou que o animal entra em estado de estresse quando submetido ao rodeio, “e a luta dele é para se livrar tanto do peão quanto do estresse”. Outros veterinários utilizaram a tribuna para apresentar informações sobre o bem-estar animal e as consequências ou não do rodeio para bois e cavalos.

Outros que estiveram na tribuna da Câmara foram o presidente da Associação Sertaneja do Vale do Paraíba, Michel Bruno Ferrez, a presidente da Comissão de Defesa dos Animais da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Pâmela Antunes, além de representantes de ONGs.

O projeto de lei depende de parecer das Comissões de Justiça, Esporte e Lazer e Proteção dos Animais para ser votado no Plenário.

espaço publicitário do Guia de Empresas
Alexandra Akamine Consultora Imobiliária
Imobiliárias

Alexandra Akamine Consultora Imobiliária

Alugar, Comprar ou Vender? Entre em contato conosco...

(12) 3426-3...

Comentários

Utilize o Facebook para comentar a notícia

Ver todas as noticias