GUIA DE EMPRESAS
Busque aqui: (produtos, serviços, etc)

Equipe de Taubaté conquista 8 medalhas no Open Internacional


André Rocha e Alessandro Silva, que também competiram pela Seleção Brasileira, levaram 2 medalhas de ouro cada

Equipe de Taubaté conquista 8 medalhas no Open Internacional André Rocha (na imagem) estreou na categoria F53 com quebra de recorde e duas medalhas de ouro (Foto: Divulgação/ CPB)
Publicado em 30/04/2018 11h12
por redação/ Guia Taubaté

A cidade de Taubaté foi novamente destaque em uma competição internacional de paratletismo. Da equipe do Programa Esporte Para Todos, 7 atletas participaram do Open Internacional Loterias Caixa de Paratletismo, realizado em São Paulo. O time taubateano trouxe na bagagem 8 medalhas, sendo 5 de ouro, uma de prata e duas de bronze, além da quebra de Recorde das Américas e uma quebra de Recorde Mundial.

Destaque no paratletismo internacional, André Rocha voltou a brilhar no Open. Antes da competição, ele foi submetido a uma avaliação de classificação funcional, que o levou à F53, para atletas com menor grau de deficiência.

“A banca de avaliação interpretou que a minha deficiência e o problema que tenho nas mãos e no punho, na verdade, se enquadrariam nas duas classes, mas acabaram optando pela F53, o que foi muito bom para mim, porque essa é justamente a prova que vai ter nos Jogos Paralímpicos  em Tóquio, e é a prova que eu mais gosto”, disse André.

O taubateano provou a preferência e conquistou as medalhas de ouro no Lançamento de Disco e no Arremesso de Peso. Nesta última, André atingiu a marca de 8,73m – 1 centímetro a mais do que o antigo recordista da classe F53, o mexicano Mauro Maximo de Jesus.

Apesar de defender o Programa Esporte Para Todos, André Rocha disputou o Open de São Paulo representando a Seleção Brasileira.

Outro paratleta que estava representando o Time Brasil era Alessandro Silva, que subiu no lugar mais alto do pódio nas provas de Arremesso de Peso (classe F11, para deficientes visuais) e no Lançamento de Disco. Na prova da bola de ferro, o competidor bateu o Recorde das Américas, com a marca de 12,90m.

Um dos mais experientes da equipe do Programa Esporte Para Todos, Júlio César Leite viu sua classe F56 sendo compartilhada com as classes F55 e F57, o que aumentou o nível de competitividade. No Arremesso de Peso ele ficou com a medalha de bronze, e no Lançamento de Dardo fez sua melhor marca da vida (24,38m), mas acabou na 4ª colocação. “A prova foi bem complicada, pois no Open houve essa junção de três classes diferentes na mesma prova, o que dificultou muito já que tive de disputar com paratletas com mais mobilidade que eu. Mas estou muito satisfeito, pois consegui melhorar bastante meu personal best, e esses 24,96m mostram que minha dedicação total aos treinos está rendendo frutos”, disse.

Outros resultados
A quinta medalha de ouro da equipe de Taubaté veio com Michel Gustavo Abraham no Salto em Distância. Ele atingiu a marca de 6,70m na classe T47. Na mesma prova, mas na classe T38, Kaian Silva ficou com a medalha de bronze.

Única representante feminina do Programa Esporte Para Todos no Open São Paulo, Jaqueline Gonçalves fez a melhor marca da vida no Arremesso de Peso. Na classe F37, a paratleta fez 8,51m, sua melhor marca pessoal na prova e faturou a medalha de prata.

O Open Internacional de São Paulo faz parte do circuito mundial de meetings abertos de paratletismo do Comitê Paralímpico, que conta com etapas em 9 países diferentes.

espaço publicitário do Guia de Empresas
Nilai Consultoria
Financeiras

Nilai Consultoria

Sua Consultoria Financeira, em Seguros e Imobiliária tudo no mesmo lugar.

(12) 98145-...

Comentários

Utilize o Facebook para comentar a notícia

Ver todas as noticias