Anuncie sua empresa no Guia de Empresas

Anuncie
GUIA DE EMPRESAS
Busque aqui: (produtos, serviços, etc)
Publicidade

Greve Geral deve afetar transporte, escolas e bancos em Taubaté


Paralisação contra Reforma da Previdência está marcada para acontecer em todo o país nesta sexta-feira (14)

Greve Geral deve afetar transporte, escolas e bancos em Taubaté Última greve geral contra a reforma da previdência foi realizada em 2017 (Foto: Mário Pereira/ Arquivo Guia Taubaté)
Publicado em 13/06/2019 17h13
por Giovana Bertti ( sob supervisão de Mário Pereira)

Nesta sexta-feira (14) está marcada para acontecer uma greve geral em todo o país contra a Reforma da Previdência. Em Taubaté, os expedientes em bancos, escolas, fábricas e a circulação de ônibus devem ser afetados pela paralisação nacional.

No município ainda estão previstas duas manifestações durante o dia. Segundo as categorias, deve acontecer um protesto no centro da cidade pela manhã e uma assembleia às 17h, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região (Sindmetau).

Além da Reforma da Previdência, que está sendo discutida pelo congresso nacional, os manifestantes informam que são contra os cortes nos gastos da educação propostos pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL).

O Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Vale do Paraíba informou que as frotas de ônibus do município devem circular com o número de veículos reduzido durante a sexta-feira.

Ainda segundo a categoria, vai ser realizada uma assembleia durante a manhã na porta da ABC Transportes para os trabalhadores votarem se aderem a greve nacional. Entretanto, a AVETP (Associação Valeparaibana das empresas de Transportes e Passageiros) garante que 30% das frotas dos transportes públicos vão circular na cidade apesar da paralisação.

Já segundo o Sindmetau, os metalúrgicos de Taubaté vão aderir à greve e as fábricas do município não vão ter expediente na próxima sexta-feira. A decisão foi tomada após assembleias nas empresas que contaram com a aprovação dos trabalhadores para a paralisação.

Os professores da rede estadual do município também devem paralisar o trabalho durante a Greve Geral. O Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) informou que durante assembleia no último dia 30 de maio foi decidido que a categoria vai aderir a greve, mas cada profissional vai poder escolher se vai trabalhar ou não. A categoria espera que no município a adesão seja de 90%.

Outro setor que deve ser afetado com a greve é o de bancos, que devem ter o atendimento ao público atrasado por uma hora em Taubaté. De acordo com o Sindicato dos Bancários e Financiários de Taubaté e Região, a categoria decidiu em assembleia apoiar a manifestação e no município está agendado o atraso de uma hora na entrada ao trabalho. A categoria ainda informou que a paralisação pode seguir por toda sexta-feira.

Preparação da PM
A Polícia Militar informou que vai realizar uma operação durante a Greve Geral em Taubaté. Segundo a corporação viaturas vão ficar posicionadas em locais estratégicos para atuar durante as manifestações.

Ainda de acordo com a PM, “os sindicatos têm o direito a greve e podem chamar os trabalhadores para aderirem aos movimentos, mas os cidadãos que desejarem ir para o trabalho devem ter o direito respeitado pelos manifestantes”. As equipes policiais vão interferir caso haja alguma obstrução de via e fechamento de portões de fábricas.

 

 

espaço publicitário do Guia de Empresas
Oftalmo Centro Millenium
Oftalmologia e Exames Oftalmológicos

Oftalmo Centro Millenium

Seu Olhar. Sua Memória. Sua História!!

(12) 3622-6...

Comentários

Utilize o Facebook para comentar a notícia

Ver todas as noticias