Anuncie sua empresa no Guia de Empresas

Anuncie
GUIA DE EMPRESAS
Busque aqui: (produtos, serviços, etc)
Publicidade

13º salário: como fazer benefício durar o ano inteiro


Especialista coloca quitação de dívidas como medida principal a ser tomada pelo trabalhador

13º salário: como fazer benefício durar o ano inteiro Direito ao 13º salário é garantido por (Foto: AGÊNCIA BRASIL - EBC)
Publicado em 05/12/2019 15h28
por Redação/ Guia Taubaté

O fim de ano chega e com ele vem o 13º salário. Esse dinheiro extra, tão esperado por trabalhadores com carteira assinada, pensionistas do INSS ou aposentados, é garantido pela CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) e pode ser a solução para quem precisa colocar as finanças em dia.

Seja esse o seu caso ou não, planejar o que fazer com o 13º é fundamental para não vê-lo desaparecer tão rápido quanto chegou à sua conta. De acordo com Breno Andrade, assessor de investimentos da Wflow – escritório especializado em Assessoria Financeira e Patrimonial credenciado à XP Investimentos – com um planejamento consciente é possível dispor deste benefício o ano todo.

Segundo o especialista, para quem tem dívidas, não há dúvidas: o 13º deve ser usado para quitá-las. Se possível, antecipe o pagamento de parcelamentos que apresentarem boa vantagem financeira, como redução de juros.

“Priorize o pagamento das dívidas em atraso e com juros maiores. As demais contas previstas no orçamento devem ser mantidas no planejamento mensal, assim o trabalhador pode investir o que sobrar de forma mais estratégica”, explica.

Outra dica é utilizar o benefício para pagar despesas extras à vista. Quem deixou o planejamento financeiro de lado ao longo do ano pode não estar preparado para as despesas extras típicas desta época, como festas e férias, além dos gastos de início de ano, como despesas escolares, IPTU, IPVA, entre outros.

“É possível utilizar parte da renda extra para negociar tudo à vista com desconto, bem como evitar entrar em novos parcelamentos. Também vale usar a criatividade: trocar a viagem internacional por um roteiro nacional, presentear com pequenas lembranças ou organizar um amigo secreto entre os familiares e amigos”,

O especialista também aponta importância de poupar parte desta renda extra. Caso não existam dívidas ou gastos emergenciais, o 13º pode ser usado para começar uma reserva de emergência e proporcionar um futuro financeiro mais tranquilo. O ideal é fazer uma ‘faxina’ no orçamento, eliminando todos os gastos supérfluos.

“É importante lembrar que o dinheiro deve trabalhar a nosso favor, e não o contrário. Por isso, aproveitar o momento para criar uma cultura de poupança e usar a renda extra para compor uma reserva financeira ou reforçar os investimentos já existentes é uma ótima opção”, alerta Andrade.

Sem dívidas ou necessidade de cobrir gastos extras, é hora de pensar no planejamento financeiro para o próximo ano. O 13º salário poderá ser inteiramente destinado à conquista de sonhos de curto, médio e longo prazo.

“Pensando no curto prazo, por exemplo, podemos listar todas as despesas extras e dividir em 12 parcelas. Este é o valor que devemos aplicar mensalmente para, ao final de um ano, termos dinheiro suficiente para arca com esses gastos sem mexer no 13º salário”, finaliza.

 

espaço publicitário do Guia de Empresas
INMOB INTELIGÊNCIA IMOBILIÁRIA
Imobiliárias

INMOB INTELIGÊNCIA IMOBILIÁRIA

Os melhores imóveis estão aqui! Venda de imóveis em lançamento e prontos, locação residencial e...

(12) 3632-2...

Comentários

Utilize o Facebook para comentar a notícia

Ver todas as noticias