Anuncie sua empresa no Guia de Empresas

Anuncie
GUIA DE EMPRESAS
Busque aqui: (produtos, serviços, etc)
Publicidade

Aumento da cesta básica na RMVale em 2019 supera inflação nacional


Valor médio dos últimos 12 meses dobra em relação a 2018; feijão, alho e carnes puxam lista dos produtos que sofreram maior variação

Aumento da cesta básica na RMVale em 2019 supera inflação nacional Preço médio subiu mais que o dobro em relação ao último ano (Foto: Agência Brasil)
Publicado em 12/01/2020 12h12
por Mário Pereira

O Nupes (Núcleo de Pesquisas Econômico-Sociais) da Unitau (Universidade de Taubaté) divulgou o custo da cesta básica familiar de quatro cidades que recebem a pesquisa ao longo do ano. O valor médio dos últimos 12 meses foi de R$ 1.707,96, o que é 8,57% ou R$ 134,79 mais alto do que o custo de 2018, de R$ 1.573,17.

Segundo a pesquisa, a variação dos preços apontada pela pesquisa indica para o Vale do Paraíba um resultado muito superior à realidade nacional em que a inflação oficinal nacional medida pelo IPCA/IBGE foi de 4,31%.

A pesquisa feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) apontou aumento no preço da cesta básica nas 18 capitais onde a instituição faz a pesquisa, com destaque para o aumento de 7,44% em São Paulo.

Entre as cidades que recebem a pesquisa, Caçapava terminou 2019 com a cesta mais cara, no valor de R$ 1.722,67, seguida por Taubaté (R$ 1.710,83), São José dos Campos (R$ 1.704,64) e Campos do Jordão (R$ 1.693,70) – a mais barata.

Desde 1996, quando foi feita a primeira pesquisa, apenas nos anos de 2005 e 2017 a cesta apresentou variação negativa de preços. Levando em conta a variação de 2018, de 3,66%, o valor de 2019 representou um aumento maior que o dobro, fato que não acontecia desde os anos de 2011 e 2012.

Os produtos que apresentaram os maiores aumentos de preço em 2019 foram o feijão carioquinha (58,49%) e o alho (45,70%). As carnes, que sofreram alta considerável após aumento das exportações para a Ásia no fim do ano, aparecem na sequência das variações positivas: contrafilé (38,87%), acém (35,55%), alcatre (32,44%), patinho (29,42%), bisteca de porco (29,31%) e frango (21,54%).

Por outro lado, as reduções mais expressivas no último ano foram registradas pelo tomate (- 36,56%), a cenoura (- 21,19%) e a cebola (- 13,75%). Vilão em 2018, o tomate teve os preços realinhados no último ano, o que contribuiu para o recuo dos preços.

espaço publicitário do Guia de Empresas
Limpa Tudo Caçambas
Tira Entulho e Caçamba

Limpa Tudo Caçambas

Tira Entulho e Caçambas!

(12) 99200-...

Comentários

Utilize o Facebook para comentar a notícia

Ver todas as noticias