GUIA DE EMPRESAS
Busque aqui: (produtos, serviços, etc)

Pesquisa mostra importância da metalurgia na indústria de Taubaté


Dados foram divulgados pelo Sindmetau na semana em que é celebrado o Dia do Trabalhador

Pesquisa mostra importância da metalurgia na indústria de Taubaté metalúrgicos correspondem a 70,3% do setor da indústria em Taubaté (Foto: Volkswagen)
Publicado em 01/05/2018 16h21
por redação/Guia Taubaté

Para celebrar o Dia do Trabalhador, comemorado neste 1º de maio, o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté divulgou números da metalurgia no município. De acordo com um estudo do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) revela que o ramo metalúrgico corresponde a 70,3% do setor da indústria de Taubaté e 17,4% do total de trabalhadores com carteira assinada no município.

A pesquisa do órgão sindical foi elaborada com base nos dados da Fundação Sistema de Análise de Dados (Seade) e do Ministério do Trabalho e Emprego: RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) e Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

O estudo levou em consideração os 77.868 trabalhadores com carteira assinada até dezembro de 2017. Desses 24,8% estão concentrados na indústria.

Neste setor, a média salarial dos trabalhadores, considerando cargos e funções, é de R$ 4.367,14, a maior entre todos os setores. Entretanto, na categoria metalúrgica, a média salarial é superior, chegando a R$ 5.062,21.

Outro dado foi a representação por segmentos, tendo o automotivo e o de eletroeletrônicos como os predominantes em Taubaté: 57,4% e 22,2% dos trabalhados, sendo 8.277 e 3.198 trabalhadores, respectivamente.

Para o presidente do Sindmetau, Claudio Batista, o Claudião, a importância do setor metalúrgico no município é inegável: “Por isso, uma das metas da minha gestão é buscar o desenvolvimento da indústria na cidade. Temos que crescer e acompanhar a evolução”, afirmou.

Homenagem
Assim como acontece todos os anos, o sindicato escolhe um trabalhador para ser homenageado no Dia do Metalúrgico, comemorado no dia 21 de abril. Neste ano, a homenagem foi para o atual coordenador do CSA (Comitê Sindical dos Aposentados) José Maria Mari, de 68 anos, que teve uma vida dedicada ao trabalho de metalúrgico.

“Ser lembrado pela minha profissão é motivo de alegria, pois foi como metalúrgico que vivi e sustentei minha família”, comemorou.

O torneiro mecânico aposentado ainda contou que foi o curso no Senai que o incentivou a entrar na Ford. “Trabalhei no auge das grandes lutas da categoria. Sinto orgulho da profissão”, afirmou.

História do Dia do Trabalhador

A História do Dia do Trabalho remonta o ano de 1886 na industrializada cidade de Chicago (Estados Unidos). No dia 1º de maio deste ano, milhares de trabalhadores foram às ruas reivindicar melhores condições de trabalho, entre elas, a redução da jornada de trabalho de treze para oito horas diárias. Neste mesmo dia ocorreu nos Estados Unidos uma grande greve geral dos trabalhadores.

 Dois dias após os acontecimentos, um conflito envolvendo policiais e trabalhadores provocou a morte de alguns manifestantes. Este fato gerou revolta nos trabalhadores, provocando outros enfrentamentos com policiais. No dia 4 de maio, num conflito de rua, manifestantes atiraram uma bomba nos policiais, provocando a morte de sete deles. Foi o estopim para que os policiais começassem a atirar no grupo de manifestantes. O resultado foi a morte de doze protestantes e dezenas de pessoas feridas.

 Foram dias marcantes na história da luta dos trabalhadores por melhores condições de trabalho. Para homenagear aqueles que morreram nos conflitos, a Segunda Internacional Socialista, ocorrida em Paris, em 20 de junho de 1889, criou o Dia Internacional dos Trabalhadores, que seria comemorado em 1º de maio de cada ano.

Comemoração no Brasil

Aqui no Brasil existem relatos de que a data é comemorada desde o ano de 1895. Porém, foi somente em 26 de setembro de 1924 que esta data se tornou oficial, após a criação do decreto nº 4.859 do então presidente Arthur da Silva Bernardes. Neste decreto, Arthur Bernardes estabeleceu a data como feriado nacional, que deveria ser destinado à comemoração dos mártires do trabalho e confraternização das classes operárias.

Porém, nas décadas de 1930 e 1940, o presidente Getúlio Vargas passou a utilizar a data para divulgar a criação de leis e benefícios trabalhistas. O caráter de protesto da data foi deixado de lado, passando assumir um viés comemorativo. Vargas passou a chamar a data de "Dia do Trabalhador". Em 1940, o gaúcho instituiu no 1º de maio o salário mínimo, e no ano seguinte acabou sendo criada a Justiça do Trabalho.

Fonte: SuaPesquisa.com

 

espaço publicitário do Guia de Empresas
DP Country
Roupas, Bolsas e Acessórios

DP Country

Roupas e acessório country

(12) 3632-1...

Comentários

Utilize o Facebook para comentar a notícia

Ver todas as noticias